Chrystian Dozza inagura vídeos do Acervo sobre viola caipira

Por Giulia Costa

Aos poucos o Acervo do Violão Brasileiro vai entrando no universo da viola caipira, instrumento irmão do violão e também tocado por vários violonistas. Em fevereiro, o portal lançará pela primeira vez um vídeo sobre viola caipira, com Chrystian Dozza interpretando Minas, de sua autoria. Produzido pelo próprio Dozza, o clipe foi filmado e editado por Renato Soares, com edição de som por Eduardo Avellar.

A trajetória de Chrystian Dozza é das mais expressivas no cenário atual do violão no país. O artista gravou três álbuns solo com composições autorais – Songs from the Land (2006), Fantasia Mineira (2010) e Despertar (2014) – e desde 2009 integra o Quaternaglia Guitar Quartet, um dos mais prestigiados quartetos de violão no mundo, além de participar também do Trio Opus 12. Dozza venceu inúmeros concursos, a exemplo do Musicalis, o Novos Talentos da Música Erudita e o Violão Sem Fronteiras, organizado pelo Festival Assad. Além disso, foi premiado como “Melhor Instrumentista” no XIV Prêmio BDMG e um dos ganhadores no concurso de composição para violão Novas 2.

Chrystian aprendeu os primeiros acordes aos 13 anos com o pai. Fã de Rock, tocava guitarra elétrica na adolescência, mas foi após escutar o álbum Abismo de Rosas de Dilermando Reis que ele começou a se interessar pelo violão erudito. O encanto foi tanto que o estimulou a se mudar de Machado (MG), sua cidade natal, para estudar em São Paulo.

Dozza só incorporou a viola caipira na sua vida musical quando estava finalizando a faculdade. Sir William Walace his Hornpipe e From the Labyrinth, presentes no segundo álbum, foram as primeiras músicas que compôs para o instrumento. A terceira foi Minas – tema do clipe que será lançado pelo Acervo – que é em homenagem à sua terra, buscando encarnar as paisagens mineiras e as lembranças de sua infância e adolescência.

Em 2016, o músico viajou pela Austrália para a primeira turnê solo, fazendo shows e ministrando masterclasses e palestras sobre ritmos brasileiros por quase dois meses. Já em 2017, Chrystian Dozza participou do evento International Guitar Night, onde realizou mais de 30 concertos por cidades dos Estados Unidos e do Canadá, e realizou mais uma turnê – dessa vez pela Alemanha ao lado do músico alemão Lulo Reinhardt e do indiano Debashish Bhattacharya. Atualmente, Dozza é professor de violão na Escola de Música do Estado de São Paulo (EMESP).

Dozza antecipa ao Acervo que seu próximo projeto é um disco focado em música de Câmara, recheado de participações especiais como a da violonista australiana Karin Schaupp, do Trio Opus 12, do Quaternaglia Guitar Quartet, dos australianos do Riverside Guitar Ensemble e da Camerata de Violões do Guri Santa Marcelina. Além disso, a Fantasia para Violão e Orquestra, de Alexandre Guerra, estará presente no disco e será gravada ao lado da Orquestra Sinfônica de Budapeste.