EU SINTO MUITO

AUDIOVISUAL 

Coprodução entre produtoras de vídeo e áudio é modelo de negócio no longa “Eu sinto muito”

Um número cada vez maior das obras audiovisuais realizadas no Brasil e no mundo é feito em regime de coprodução.  É o caso de “Eu Sinto Muito”, longa-metragem que estreou ontem, quinta-feira 10/10, em 19 salas de cinema no país. Trata-se de um filme fruto da parceria entre a produtora de vídeo brasiliense Stud10 e o Estúdio Muzak, produtora de áudio pernambucana com filial em Brasília. 

O fato é que a coprodução virou um modelo de negócio vantajoso para empresas brasileiras, tanto em relação à produção como em termos de distribuição. Ela estimula as trocas entre empresas produtoras e permite que estas empresas abram novos horizontes em relação ao mercado, além de unir profissionais com maneiras diferentes de pensar e trabalhar. 

“Somos parceiros da Stud10 a muito tempo e quando fomos procurados por Cris Vieira para participar desse filme, aceitamos de pronto”, relata Pedro Santos do Muzak. “Enviei o roteiro para Marcelo Soares que junto com Jeff Moura, André Oliveira e Esdras dos Anjos analisaram e se encantaram com a história. Daí em diante a coisa foi se desenvolvendo e o trabalho se consolidando”.

ENREDO – O filme “Eu Sinto Muito” acompanha a trajetória do cineasta Júlio (Rocco Pitanga) na produção de um documentário sobre o Transtorno de Personalidade Borderline.  “O sound-design do filme foi pensado a partir do clima de tensão sugerido pelo diretor. É um componente fundamental para dar emoção em cena”, avalia Pedro Santos.

A partir deste eixo, conhecemos a história de seus cinco entrevistados: Isabelle (Juliana Schalch), Paula (Camila Alencar), Guilherme (Victor Abrão), Marta (Carol Monte Rosa) e Cláudio (Wellington Abreu). Dirigido por Cristiano Vieira, os personagens centrais do o longa-metragem traz estão ligados de diferentes formas: ou foram diagnosticados ou se relacionam de forma íntima com algum border.

No longa, é possível acompanhar seus relacionamentos, a forma como lidam com o tratamento, as crises e como o Borderline se manifesta em situações cotidianas, por exemplo, na espera do parceiro fazer um almoço, em uma festa com amigos ou ao ser contrariado. Atualmente Cristiano Vieira está envolvido com as gravações de seu novo longa-metragem “Cisterna”, suspense estrelado pela atriz Fernanda Vasconcellos e o ator chileno Tiago Correa.

SALAS – O filme já está em exibição nas seguintes capitais:  São Paulo (Shoppings Eldorado e Santa Cruz), Rio de Janeiro (Downtown), Aracaju (Shopping Jardins), Belo Horizonte (Pátio Savassi), Brasília (Pier 21), Campinas (Iguatemi), Campo Grande (Shopping Campo Grande), Cuiabá (Shopping Goiabeiras), Curitiba (Shopping Miller), Goiânia (Shopping Flamboyant), Londrina (Boulevard Londrina), Natal (Midway Mall), Porto Alegre (Barra Sul), Recife (Riomar), Ribeirão Preto (Novo Shopping),  Salvador (Salvador Shopping), Santos (Praiamar), São José dos Campos (Colinas) e Vitória (Shopping Vitória).

FICHA TÉCNICA

ROTEIRO E DIREÇÃO – Cristiano Vieira. 

ELENCO – Juliana Schalch, Rocco Pitanga, Carolina Monte Rosa, Wellington Abreu, Victor Abrão e Camila Alencar

PRODUTORA DE VÍDEO – Stud10 

PRODUTORA DE ÁUDIO- Estúdio Muzak

PRODUÇÃO EM ÁUDIO – Estúdio Muzak.

André Oliveira – Gravação, edição e mixagem.

Paulo Barreto – Técnico edição.

João Figueirôa – Técnico edição.

Esdras dos Anjos – Maestro e arranjador

Ed Staudinger – Compositor e produtor musical

Marcelo Soares – Diretor musical e produtor executivo